PAULO TURRA

Gaúcho de Tuparendi, Paulo César Turra nasceu em novembro de 1973 e iniciou sua trajetória no futebol 17 anos mais tarde, nas categorias de base da Sociedade Esportiva e Recreativa Caxias. Foi integrado ao elenco profissional grená em 1994, aos 20 anos de idade.

Ainda na mesma década, em 1997, o zagueiro foi negociado por empréstimo para o Botafogo, onde sagrou-se campeão carioca no mesmo ano, derrotando o Vasco da Gama na final estadual. Retornou ao Caxias em 1998 e permaneceu no clube até 2000, quando foi titular e capitão na campanha do título gaúcho inédito diante do Grêmio, sob comando do técnico Tite.

A boa campanha na conquista do Gauchão despertou interesse do Palmeiras, então campeão da América e comandado por Luiz Felipe Scolari. Com o Verdão, Turra venceu a Copa dos Campeões, também em 2000, e fez parte da trajetória semifinalista da Copa Libertadores em 2001, sob comando de Celso Roth. Transferiu-se para Portugal na mesma temporada, para defender o Boavista, onde atuou por três anos. Disputou a Liga dos Campeões da Europa na temporada 2000/2001 e enfrentou equipes como Liverpool e Manchester United, da Inglaterra, e Bayern de Munique e Borussia Dortmund, da Alemanha. No mesmo ano, foi vice-campeão português.

Ainda pelo Boavista, em 2001/2002, fez parte do time que chegou até a fase semifinal da Copa da UEFA. Em 2004, firmou contrato com o Vitória de Guimarães, também português, e integrou o elenco que terminou o campeonato nacional na quinta colocação. Depois do futebol lusitano, o defensor ainda jogou pelo Hibernian, da Escócia. Retornou ao Brasil em 2007 para defender Sertãozinho e Avaí, antes de encerrar a carreira de atleta.

Passou a atuar como auxiliar técnico do Esporte Clube Novo Hamburgo em 2008 e, no ano seguinte, treinou a equipe como interino. Entre 2010 e 2015, Turra comandou Brusque-SC, Brasil de Farroupilha-RS, Cianorte-PR, Operário-PR, Marcílio Dias-SC, Avaí-SC e Caxias-RS. Novamente no Cianorte, em 2016, dirigiu a equipe no acesso de forma invicta à primeira divisão paranaense. Na mesma temporada, a convite de Felipão, passou a integrar a comissão técnica do pentacampeão mundial no Guangzhou Evergrande, do futebol chinês. Em 2017, fez parte do heptacampeonato chinês e da conquista da Supercopa da China. Atualmente, é auxiliar técnico do Palmeiras.

Ficha Técnica
45 anos - 14/11/1973
Tuparendi-RS

Clubes - Jogador
1994 | Caxias-RS
1997 | Botafogo-RJ
1998 | Caxias-RS
2000 | Palmeiras-SP
2001 | Boavista-POR
2004 | Vitória de Guimarães-POR
2006 | Hibernian-ESC
2007 | Sertãozinho-SP
2007 | Avaí-SP

Títulos - Jogador
1996 | Copa Daltro Menezes
1997 | Taça Guanabara
1997 | Campeonato Carioca
1998 | Copa Ênio Andrade
2000 | Campeonato Gaúcho
2000 | Copa dos Campeões

Clubes - Treinador
2008 | Novo Hamburgo-RS (Auxiliar técnico)
2009 | Novo Hamburgo-RS (Interino)
2010 | Esportivo-RS
2011 | Brusque-SC
2011 | Brasil de Farroupilha-RS
2011 | Cianorte-PR
2013 | Operário-PR
2013 | Marcílio Dias-SC
2014 | Avaí-SC
2015 | Caxias-RS
2015 | Cianorte-PR
2016 | Guangzhou Evergrande-CHI (Auxiliar técnico)
2018 | Palmeiras-SP (Auxiliar técnico)