LUAN

Luan Guilherme de Jesus Vieira fez toda a sua formação no esporte jogando futsal, no interior de São Paulo. Em 2012, aos 18 anos, passou para o campo e foi atuar pelo Tanabi-SP. Em 2013, no América de São José do Rio Preto, sua cidade natal, começou a se destacar.

Na Copa São Paulo de Futebol Júnior daquela ano, Luan foi o autor de seis gols e principal nome do América, chamando a atenção de grandes clubes. Logo acabou recebendo oportunidade nas categorias de base do Grêmio. Em 37 partidas, marcou 17 gols e deu 13 assistências, tornando-se umas das principais promessas do time gaúcho.

Aos 19 anos, no início de 2014, recebeu suas primeiras chances no grupo principal e confirmou. Foram 14 jogos pelo Campeonato Gaúcho e três gols marcados, sendo escolhido como revelação e incluído na seleção do Estadual.

A partir de então, a curva ascendente em sua carreira só aumentou. Na mesma temporada, disputou sete partidas pela Copa Libertadores e fez um gol. Ainda esteve em campo em 28 jogos do Brasileirão, balançando as redes mais quatro vezes. Para coroar o momento, conquistou o Torneio de Toulon com a Seleção Brasileira Sub-21, balançando as redes três vezes e terminando como vice-artilheiro da competição.

Em 2015, Luan viveu outra temporada bastante positiva. No Campeonato Gaúcho, foi vice-artilheiro do Grêmio e na Copa do Brasil terminou como principal goleador do time. No segundo semestre, durante o Campeonato Brasileiro, anotou 10. Como prêmio pelas atuações, foi escolhido para a seleção do campeonato no Troféu Bola de Prata, no Troféu Mesa Redonda, da Tv Gazeta, e no Prêmio Craque do Brasileirão, promovido pela CBF.

Ainda muito jovem, aos 23 anos, participou de sua segunda Copa Libertadores pelo Tricolor gaúcho em 2016. Artilheiro do time durante toda temporada, virou referência também com a amarelinha na conquista inédita do ouro olímpico nos Jogos Rio-2016: três gols e duas assistências em quatro partidas como titular. Na volta ao Grêmio, a coroação do melhor período da carreira, com o pentacampeonato da Copa do Brasil.

Em 2017, atingiu o auge da carreira atuando no país. Chegou à Seleção Brasileira principal, convocado pelo técnico Tite, fechou o ano como goleador gremista - 18 bolas na rede -, conquistou o tricampeonato da América marcando um golaço na decisão da Copa Libertadores e sendo reconhecido através de diversas premiações: melhor atacante do Campeonato Brasileiro pela ESPN/Bola de Prata; melhor jogador da Libertadores pela Conmebol; e Rei da América pelo jornal El País, do Uruguai.

Ficha técnica
25 anos - 27/03/1993
São José do Rio Preto-SP

Clubes
2012 | Tanabi-SP
2013 | América-SP
2013 | Catanduvense-SP
2013 | Grêmio-RS

Títulos
2016 | Copa do Brasil
2017 | Copa Libertadores da América
2018 | Recopa Sul-Americana
2018 | Campeonato Gaúcho

Prêmios Individuais
2014 | Revelação do Campeonato Gaúcho - FGF
2014 | Seleção do Campeonato Gaúcho - FGF
2015 | Troféu Bola de Prata (melhor atacante) - Revista Placar
2015 | Prêmio Craque do Brasileirão (melhor atacante) - CBF
2015 | Troféu Mesa Redonda (melhor atacante)- TV Gazeta
2017 | MVP (melhor jogador) da Copa Libertadores da América - Conmebol
2017 | Troféu Bola de Prata (melhor atacante) - ESPN Brasil
2017 | Rei da América - Jornal El País (URU)
2018 | Seleção do Campeonato Gaúcho - FGF (Melhor meia)
2018 | Troféu ACEG - Craque Campeonato Gaúcho

Seleção Brasileira - Títulos
2014 | Torneio Internacional de Toulon
2016 | Jogos Olímpicos Rio-2016